sexta-feira, 22 de julho de 2011

Dicas para aumentar a imunidade e combater a AIDS

Estressantes imunológicos
Modelos emergentes

Proposta de definição para a AIDS:
“Para evitar continuar confundindo as pessoas de que HIV e AIDS são a mesma coisa; e como o que se conhece como HIV não é a causa da AIDS e, além do mais, como nunca se demonstrou que seja um vírus real, a palavra HIV deve separar-se de toda definição de AIDS” Roberto Giraldo.


Tanto para o câncer como para, especialmente, a AIDS, vamos priorizar o continuo ataque ao sistema imunológico devido a diferentes fatores, os quais vamos chamar de fatores e/ou estressantes imunológicos. A vida do Ser Humanos de todos os tempos está sempre condicionada pelas situações que se apresentam no dia-a-dia. Para as antigas culturas, as enfermidades eram causadas por maus pensamentos que se acumulam em uma bolsa em nosso corpo (como diziam os Incas) e a Ayurveda e a Medicina Tibetana o chamam de “venenos da mente”. Hoje podemos dizer que são os conflitos que psicossomatizam em nosso corpo físico. Isto vai criando zonas de debilidade muscular, óssea, orgânica etc, segundo o conflito, o qual terá relação com determinada parte do organismo, coisa que não é por acaso. Tudo isso atua estressando nosso sistema.
            Se somarmos o anterior ao mundo “civilizado” em que vivemos, devemos agregar o resto de estressantes imunológicos: além dos fatores conflitivos como as situações da vida (separações, mortes, relações ruins, tristezas, violações, sobrecargas, preocupação, pânico, etc) podemos agregar corpos estranhos contra os quais o sistema imunológico reage continuamente reconhecendo que é um agente agressivo para que o organismo combata: sangue, sêmen, excesso de trabalho ou esporte, más condições sanitárias, desnutrição, pobreza, agrotóxicos, químicos, poluição, radiações de todo o tipo, campos eletromagnéticos, geopatias, vacinas, parasitas, infecções etc. Ao se ver atacado por todos os lados, o sistema imune está incessantemente produzindo seus anticorpos até que em algum momento diz: “basta!” e se produz a imunodeficiência manifestada em forma de tumor ou AIDS. Todo esse conjunto de fatores se sincroniza em um momento da vida para que logo se manifeste a enfermidade. A proposta do caminho até a cura, além de outras técnicas como a Biologia Total, Constelações Familiares e outras, desde o ponto de vista da Naturopatia, para que tudo atue de acordo e em sinergia (é indispensável a ação conjunta de diversas técnicas) e a seguinte: depurar o organismo e elevar o sistema imunológico.

Depurar o organismo:
Eliminar: drogas (cocaína e demais), café, chá (ingerir somente o verde), cigarro, álcool (pode beber duas taças de vinho tanat ou cabernet), margarina, refinados (açúcar e farinha brancas), chocolates, refrigerantes, alimentos com conservantes, adoçantes, diminuir lácteos, proteína e gordura animais, afrodisíacos, lubrificantes e espermicidas.
Beber “tisanas” de caldo “mariano”, boldo e raiz de dente de leão (regeneradores e protetores hepáticos), rabo de cavalo (diurético e regenerador osteoarticular), bardana (depurador). Deve-se realizar enemas (supervisionadas) ou hidrocolonterapia, complementando com lactobacilos e outros regeneradores da flora intestinal (como Lino e Agar-Agar).    
Alimentos desintoxicantes: cereais integrais, verduras e hortaliças, frutas secas, frutas frescas consumi-las após as refeições. Azeites: prensados a frio (oliva, girassol, soja). Se possível consumir orgânicos.
Antioxidantes: Vitamina A, E, C, Selênio, cobre, coenzima Q-10 e outras necessárias segundo o caso.

Aumentar o sistema imunológico:
Ervas medicinais imunoestimulantes: unha de gato peruana, equinácea, alho, ginko biloba, aloe.
Xarope de aloe: 6 folhas de aloe verde liso, peladas e sem mucosidade amarela, meio quilo de mel de boa qualidade, 4 colheres de sopa de álcool de cereais e 4 de água fervida, suco de dois limões, 30 grãos de pimenta negra, 12 rodelas de gengibre fresco, liquidificar tudo e colocar em um vidro escuro, conservar em geladeira. Tomar uma colher antes do café da manhã, almoço e jantar.  

http://www.diproredinter.com.ar/articulos/Estresinmuno.html

Veja maiores informações no link abaixo. Leitura obrigatória para quem está nessa situação (e para os interessados também) e deseja retornar ao seu estado de saúde normal. É possível, mas temos que ter humildade, paciência e mente aberta e "ausente". A neurose só nos atrapalha e cria mais estresse. 
http://kimrez.blogspot.com.br/2013/01/como-usar-nossa-farmacia-interior-para.html

7 comentários:

  1. ola minha irma e soro possitivo esta com a imunidade muito baixa,tem algum remedio q almenta ?

    ResponderExcluir
  2. Olha c tem que comer sempre salada no almoço e no jantar seguir uma dieta super saudavel variando as frutas e sucos,e claro tomar os horriveis remedios pro hiv

    ResponderExcluir
  3. Oi sou soro eu nao sei o que eu faço nao to me dado bem com as medicações pela segunda vez meu medico ja trocou duas vezes a medicação e mesmo assim nao me dei muito bm eu ja ate parei de toma las

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca pare te tomar! Minha prima parou e pegou uma pneumonia séria..quase 21 dias de internação tomando antibiótico pela veia e fora o medo de perde la..se cuide! tenho uma amiga que toma toda madrugada e os efeitos colaterais depois disso passaram de muitos para quase nada! boa sorte e se cuide!

      Excluir
  4. sou soro positivo ha 5 anos e entrei na medicação ha apenas 6 meses , nos 2 primeiros meses tive reações a medicação agora não mais.O que quero saber é o seguinte: Sou obesa, quero fazer a redução seria possível ?

    ResponderExcluir
  5. sou soro positivo imunidade fica baixa tomu remedio anoite um dia com doris

    ResponderExcluir
  6. sou soro positivo imunidade fica baixa tomu remedio anoite um dia com doris

    ResponderExcluir